18 de maio: Russas realiza ações de sensibilização no combate a exploração sexual contra crianças e adolescentes


18/05/2017 - Secretaria do Trabalho e Assistência Social - Cláudio Moura

O 18 de maio foi instituído pela Lei Federal 9.970/00 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Este é o 17° ano em que os municípios brasileiros realizam uma importante campanha com a finalidade de através de ampla divulgação sensibilizar as pessoas para o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes.

A Prefeitura de Russas, não faz diferente, e assim como todos os anos, vem desde o dia 10 de maio promovendo a campanha de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, realizada pela equipe do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social, numa grande parceria com a Polícia Rodoviária Federal, PROERD, Secretarias de Educação e Saúde, Associações Comunitárias, CMDDCA e Conselho Tutelar.

Durantes esses dias foram realizadas diferentes ações de sensibilização como: oficinas e palestras nas escolas públicas municipais, participação em programas de rádio, entre outras atividades. Para esta quinta, 18, dia “D” da Campanha, a equipe da CREAS busca de todas as formas sensibilizar o maior número possível de pessoas para o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes. Logo cedo, um carro de som volante percorreu ruas e travessas de diversos bairros da cidade levando a mensagem de incentivo. Oficinas foram realizadas nos CRAS do Município, e a noite por ocasião da realização da festa em comemoração ao dia Nacional do Livro Infantil, será montado um stand na Praça do Estudante, onde profissionais do CREAS estarão distribuindo panfletos educativos da campanha.

Nesta sexta, 19, serão realizadas Blitz Educativas; pela manhã no centro da cidade no semáforo próximo a Praça da coluna da hora e a tarde na BR 116, próximo ao posto da PRF, com distribuição de panfletos educativos. A Campanha prosseguirá até a próxima segunda, dia 22, continuando com as oficinas nas escolas públicas.

Para a Administração Municipal é de grande importância à realização da Campanha, pois suas atividades educativas, além de esclarecerem, sensibilizam a sociedade para o tão grave problema de abuso e exploração sexual contra o público infanto-juvenil.  As ações da campanha fazem com que a sociedade conheça mais ainda esse tipo de violência e seja encorajada a denunciar eventuais casos as autoridades competentes.

Para denunciar, a sociedade dispõem dos seguintes órgãos competentes: Conselho Tutelar (88 3411-8425), Disque 100, CREAS (88 3411-8424) ou Delegacia.

História da data

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000. O “Caso Araceli”, como ficou conhecido, ocorreu há 43 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.



Deixe seu comentário

ACESSO RÁPIDO