Prefeitura realizou III Seminário “Avaliando e Reformulando o Plano Municipal de Atendimento Socioeducativo”


14/03/2018 - Secretaria do Trabalho e Assistência Social - Cláudio Moura

A Prefeitura Municipal de Russas, através da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, em parceria com o Poder Judiciário, Ministério Público e Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social – STDS, realizou nesta terça-feira, 13 de março, no auditório do Centro Vocacional Tecnológico – CVT, o III Seminário Avaliando e Reformulando o Plano Municipal de Atendimento Socioeducativo.

O evento teve como objetivo discutir, avaliar, monitorar e repactuar ações que possibilitem o atendimento adequado aos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa, de forma integrada nos serviços de saúde, educação, assistência social, esporte, cultura e lazer, segurança e trabalho.

Abrindo os trabalhos aconteceu uma mesa redonda que abordou o tema “SINASE, Limites e Possibilidades da Rede de Atendimento”, sob a coordenação do Dr. Hugo Gutparakis (Juiz da 1ª Vara), Dr. Luiz Dionísio (Promotor de Justiça da 1ª Vara), Sra. Mônica Gondim, e Sra. Vanda Anselmo.

Durante o dia aconteceram também outras atividades como debates, apresentação das ações estratégicas do Plano de Atendimento Socioeducativo, Apresentação do atual fluxo de atendimento dos MSE’s, trabalhos em grupos sobre diferentes eixos, e apresentação dos trabalhos.

O evento contou com a participação da secretária do trabalho e assistência social Vanda Anselmo; secretária de educação Ana Maria; secretária de cultura, esporte e lazer Cláudia Lima; Juiz da 1ª Vara Dr. Hugo Gutparakis de Miranda; Promotor de Justiça da 1ª Vara Dr. Luiz Dionísio de Melo Júnior; coordenadora da proteção social do estado (STDS) Mônica Gondim; conselheiro tutelar Cláudio César; presidente do CMDDCA Marcilene Lima e a coordenadora da proteção social especial Ana Paula Nogueira, além de representantes de diferentes segmentos sociais, que juntos discutiram temáticas relevantes com a finalidade de qualificar ainda mais os serviços de atendimento socioeducativo e consequentemente avançar na garantia dos direitos de crianças e adolescentes.

 



Deixe seu comentário

ACESSO RÁPIDO