Parque solar de Russas vai produzir 20 vezes mais energia que todo o Brasil


23/03/2014 - Secretaria de Desenvolvimento Econômico - Igor Raneelle

O projeto de instalação de um parque solar em Russas, a 165 quilômetros de Fortaleza, pode levar uma única cidade a produzir 20 vezes mais energia que o Brasil a partir dessa fonte. A usina vai gerar 10 megawatts (MW) de imediato, com previsão de mais 10 MW adicionados ainda na primeira fase, beneficiando mais de 200 mil habitantes. O total de 20 MW é superior ao do país, que produz apenas 1 MW.

Segundo o deputado federal Antonio Balhman (Pros-CE), um dos articuladores para a construção do parque, a fábrica chinesa SunGen vai ocupar 350 hectares da região, com o investimento inicial de R$ 50 milhões. A perspectiva é que parque solar cresça e produza até 100 MW.

“Ele, em si, já é o maior parque do país. É um projeto pioneiro e vai ser realizado em fases. Junto com o parque solar, vem a usina de geração de painéis solares. O Brasil só tem uma fábrica desse tipo, que fica em São Paulo. E Russas tem os melhores índices solares métricos do Brasil. Por isso que a região foi escolhida”, ressaltou.

Busca de outras fontes de energia

Fernando Ximenes, cientista industrial, considera a instalação como uma oportunidade para o Brasil gerar tendência. Com cerca de 60% da energia sendo gerada pelas hidrelétricas, o Brasil ainda tem produção tímida de energia solar comparado a outros países.

“A sociedade tem necessidade. Estamos à beira de um apagão. Tem energia no Brasil no máximo para 90 dias. Estamos à beira de um caos. A produção de energia tem que ser distribuída. Estamos num país continental que é grande demais para ter um modelo concentrado. É necessário descentralizar e investir nas várias fontes de riqueza. Onde tem vento, ter eólica. Onde tem sol, ter solar”.

Ximenes compara o país à Alemanha, que tem a geração de 35 mil MW apenas de parque solares – 35 mil vezes mais do que o Brasil atualmente. Ao todo, oito usinas nucleares alemãs já foram desligadas, devido ao total de energia limpa produzida.

O maior empecilho de produção da energia solar no Brasil ainda parte do próprio governo federal. Os leilões para outras formas de produção de energia acabam juntando todos os tipos em um evento só. A esperança dos investidores é que, este ano, o leilão para solar seja feito de forma separada. Resta a resposta do governo para dar a certeza.

 

Informações:

Tribuna do Ceará

http://tribunadoceara.uol.com.br



Deixe seu comentário

ACESSO RÁPIDO