Inadimplência: Parcelamento deverá ser votado na Câmara nesta quinta-feira sob o olhar atento dos russanos.


16/04/2013 - Secretaria de Finanças - Igor Raneelle

Considerado fundamental pelo prefeito de Russas para que o município possa retomar o caminho do desenvolvimento, o projeto de parcelamento das dívidas municipais com o FMSS (Fundo Municipal de Seguridade Social) que foi enviado à Câmara ha três semanas pelo executivo, deverá ser votado na sessão desta quinta-feira, 18.

O parcelamento é a única alternativa para que Russas saia da inadimplência junto à União e volte a receber recursos de convênios e emendas.

Somente com o Fundo Municipal, as dívidas ultrapassam as cifras de R$ 6 milhões. O montante é referente ao período de 18 meses que a gestão anterior deixou de prestar contas com o FMSS.

Sem condições financeiras para quitar toda a dívida de uma única vez, o prefeito Weber Araújo enviou a Câmara Municipal o projeto de parcelamento, que agora espera a aprovação dos vereadores. Sem a aprovação, o município não tem como sair da condição de inadimplência.

Russas já perdeu várias emendas, entre as mais importantes, recursos para calçamento de ruas  por conta da atual situação. Entre outros casos, o mais recente aconteceu na Secretaria da Cultura, que foi obrigada a concorrer ao projeto “Ceará Junino”, através de uma produtora independente, porque a condição de inadimplência eliminaria automaticamente o município do edital.

Segundo Weber, o projeto precisa ser  analisado pelos vereadores acima dos interesses políticos, partidários ou pessoais. “É a cidade que está em jogo” comentou.

A sessão acontece na próxima quinta-feira, 18, a partir das 18 horas e deverá mais uma vez levar um grande número de cidadãos as suas galerias.



Deixe seu comentário

ACESSO RÁPIDO