Guerra X Mosquito: Russas realizará Dia “D” de ações nas comunidades com maior incidência de casos de dengue


13/04/2019 - Secretaria de Saúde - Cláudio Moura

Numa verdadeira guerra contra o mosquito Aedes Aegypti, a cidade de Russas, por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com os demais órgãos municipais realizará o Dia “D” de ações de saúde nas comunidades com maior incidência de casos de dengue. A ação faz parte do Plano Emergencial de Saúde no combate ao mosquito, elaborado pelo Município.

Inicialmente as ações serão executadas em três comunidades. Na segunda-feira, 15/04, no distrito de Lagoa Grande; terça (16/04) no distrito do Peixe; e na quarta (17/04) na comunidade de Jardim de São José. Os trabalhos acontecerão durante o dia todo, das 07h às 17h.

Os serviços e ações disponibilizados serão: Atendimento médico geral, prevenção, vacina contra a gripe (crianças com idade entre 06 meses a 06 anos incompletos e gestantes), testes rápidos, atendimento odontológico, trabalho focal dos Agentes de Saúde e Agentes de Endemias, trabalho de infraestrutura (limpeza da UBS, Escola e terrenos) e NASF na Escola.

Convidamos as famílias destas comunidades a vestir a camisa no combate ao mosquito e assim contribuir com a equipe de trabalho. Recepcione os profissionais envolvidos na ação e aprenda como combater o mosquito. Para que tenhamos êxito nessa batalha é necessária à contribuição de cada um dos nossos munícipes. Não deixe que um pequeno mosquito mude o destino da sua vida. Lembre-se a dengue mata.

Faça sua parte cuidando do seu lar e adotando todas as medidas possíveis para combater o mosquito. Não deixe água parada, vistorie seu quintal, vede todos os depósitos que acumulam água e faça a limpeza frequentemente com escovão e água sanitária (kiboa) das paredes internas de potes, filtros, caixa d’água, baldes, tanques, tinas, entre outros. A prevenção é o melhor caminho.

Município em alerta, confira os números

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) divulgou mais um Boletim Epidemiológico das Arboviroses 2019 e os números são preocupantes.  Em 13 semanas epidemiológicas (período de 30/12/2018 a 30/03/2019) foram registrados 470 casos suspeitos de dengue, um aumento de 1.075% em relação ao mesmo período do ano de 2018, quando foram notificados apenas 40 casos.

Desses 470 casos suspeitos, 142, o que corresponde a 30,2% tiveram encerramentos por laboratório, sendo 120 conformados, 02 com sinais de alarme confirmados e 20 descartados.

Foram ainda notificados 34 casos suspeitos de febre Chikungunya, destes 03 foram confirmados, 09 descartados e os demais em investigação, e 15 casos suspeitos de Zica Vírus, com 05 diagnosticados como negativos e os demais permanecem em investigação.



Deixe seu comentário

ACESSO RÁPIDO